AMPICILINA

Ref. AMPLACILINA/BINOTAL
Antibióticos

FORMA(S) FARMACÊUTICA(S)
Cápsula - 500mg
Suspensão oral - 250mg/5ml
Pó para solução injetável - 500mg e 1g (ampicilina sódica)
Comprimido - 500mg (Binotal)
INDICAÇÕES
Infecções por bactérias não produtoras de betalactamase. Infecções do trato respiratório superior e
inferior, meninges, trato gênito-urinário, pele e tecidos moles, trato biliar e trato gastrointestinal.
Infecções por meningococos, pneumococos, grupo viridans de estreptococos. Listeria, algumas
cepas de H. influenzae, Salmonella, Shigella, E. coli, Enterobacter e Klebsiella.
POSOLOGIA
Adultos: 250 a 500mg VO, de 6/6h. Infecções graves: administrar, via parenteral, IV ou IM, 250 a
500mg de 4/4h.
Crianças: administrar 25mg a 50mg/kg/dia VO, de 6/6h ou 8/8h. Infecções graves: administrar 50mg
a 100mg/kg/dia IV ou IM, de 4/4h.
Lactentes com mais de 7 dias: 75mg/kg/dia VO, de 8/8h. Com menos de 7 dias: administrar
50mg/kg/dia VO, de 12/12h.
A dose e a duração da terapia dependerão da idade, sensibilidade do microorganismo e gravidade da
infecção, e deverão ser ajustadas à resposta clínica do paciente.
CONTRA-INDICAÇÕES
História de reações de hipersensibilidade às penicilinas e cefalosporinas. Mononucleose infecciosa.
EFEITOS ADVERSOS
Náusea, vômito, diarréia e colite pseudomembranosa. Reações alérgicas (eritema maculopapular,
eritema multiforme, urticária, síndrome de Stevens-Johnson, edema angioneurótico, broncoespasmo
e anafilaxia). Anemia, trombocitopenia, púrpura, eosinofilia, leucopenia, agranulocitose. Aumento de
TGO (AST). Candidíase vaginal, intestinal e oral. Nefrite. Hiperatividade, agitação, ansiedade, insônia,
confusão mental, vertigem, alterações no comportamento.
INTERAÇÕES
Alopurinol aumenta a probabilidade de ocorrência de reações alérgicas da pele.
Antibióticos bacteriostáticos, tetraciclinas, eritromicina, sulfonamidas e cloranfenicol podem ocasionar
efeito antagônico.
Aumenta a toxicidade do metotrexato e reduz a eficácia dos contraceptivos orais.
Pode ter sua ação aumentada pela probenecida.
PRECAUÇÕES
Pacientes com insuficiência renal precisam de cuidados e ajuste nas doses. Acompanhar função renal,
hepática e hematopoiética durante terapia prolongada. Pacientes com mononucleose infecciosa
podem apresentar rash durante a terapia.
Amamentação (excretada no leite).

0 COMENTARIOS - FAÇA O SEU!:

Postar um comentário

Os comentários passam por um sistema de moderação
Eles são lidos antes de serem publicados.
Não serão aprovados os comentários:
* não relacionados ao tema do post;
* com pedidos de parceria;
* com propagandas (spam);
* com link para divulgar seu blog;
* com palavrões ou ofensas a pessoas e marcas;

popular posts

 

©2013 Ver Saúde | by Ver Saúde